Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Household InnovationEmpresas & NegóciosBruno Caldeira, da Start Química, analisa consumo produtos de limpeza na pandemia
Banner_linkedin

Bruno Caldeira, da Start Química, analisa consumo produtos de limpeza na pandemia

  • Written by:

O aumento dos preços dos produtos de limpeza, somando 10% nos últimos 12 meses, segundo levantamento da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), e produtos como o sabão em barra chegando a alta de 32%, alvejante 11% e detergente e água sanitária 10%, e a crescente necessidade de manter os hábitos de higiene a fim de proteger contra o COVID-19, levam o consumidor a procurar alternativas sustentáveis e econômicas para conseguir se precaver.

Para o gerente técnico comercial da Start Química, Bruno Caldeira, uma boa forma de economizar é fazer o uso correto dos produtos, por exemplo usar versões concentradas que garantem um custo-benefício, trazem eficiência e proporcionam rentabilidade significativa através da diluição correta indicada no rótulo. “A maioria dos consumidores de produtos de limpeza, não leem os rótulos e não seguem as instruções de diluição que devem ser utilizadas por meio de copos de medida para o uso correto das soluções. Os mais desperdiçados são os detergentes para lavagem de roupa, amaciantes, alvejantes, detergentes lava louças e de uso geral, água sanitária, e os desinfetantes”, explica Caldeira.

Por exemplo, na maioria das lojas e supermercados que comercializam produtos de limpeza é oferecido detergente lava-louça concentrado, que possuem ativos e permitem a diluição sem perder o poder de limpeza, chegando a economizar cerca de 60% em comparação ao uso de um detergente pronto uso. “Ou seja, com um detergente concentrado conseguimos diluir 1 parte de produto em até 20 partes iguais de água, chegando a atingir um custo-benefício muito viável para o consumidor” demonstra o técnico.

Já em relação à diluição dos produtos, Caldeira ressalta que em primeiro lugar o consumidor deve criar o hábito de ler o rótulo dos produtos antes de utilizá-lo, pois é muito importante ter a consciência do modo de usar e a diluição correta. O copo de medida individual é fundamental na utilização de cada produto, pois o PH e os princípios ativos podem neutralizar ou diminuir a eficiência do produto caso fique residual do produto anterior.

Outro problema para quem possuí hábitos de limpeza em casa, é identificar os tipos de sujeira e qual é a melhor forma de eliminá-la. Caldeira explica: “São dois os tipos de sujeiras existentes nas superfícies, as orgânicas como, por exemplo, gorduras, oleosidades, graxas, resíduos de alimentos etc. E, também, as inorgânicas, como rejuntes, cimentos, calcificações, ferrugens, encardidos etc. Nas sujeiras orgânicas, devem ser usados produtos que possuem PH com a basicidade crescente (produtos alcalinos) como multiusos, desengordurantes, desengraxantes, detergentes alcalinos e clorados. Já nas sujeiras inorgânicas, aplica-se produtos que possuem PH ácido, como limpa rejuntes, removedores de cimento, removedores de ferrugens, limpa pedras etc. Por isso é muito importante entender que se usamos produtos invertidos, o resultado não será satisfatório”, conclui.

 

 

 

Fonte: Bem Paraná 10.11.2021

Comments are closed.

Parceiros