Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Household InnovationCOVID-19 Destaques Euromonitor Matérias Especiais NielsenCovid-19 estabelece novos hábitos e impulsiona mercado de produtos de combate a vírus e bactérias
Banner_linkedin

Covid-19 estabelece novos hábitos e impulsiona mercado de produtos de combate a vírus e bactérias

  • Written by:

Produtos que eliminam vírus e bactérias se tornam itens de primeira necessidade

Por Estela Mendonça

Ao lado do álcool em gel, que se transformou em item obrigatório nos lares dos brasileiros confinados por conta da pandemia do Covid-19, as vendas de desinfetantes, que nos últimos 5 anos vêm registrando aumento  de 3,6% ao ano e  que fechou 2019 com cerca de R$ 1,2 bilhão faturamento, de acordo com a Euromonitor, também dispararam. A empresa de pesquisas aponta também que três fabricantes responderam por quase metade das vendas no ano passado: Bombril (19,2%), Colgate-Palmolive (17%) e Total Química (12%).

A alta da demanda nos últimos meses poderá causar fortes transformações nesse mercado.  Em levantamento da Nielsen Brasil, em apenas uma semana, entre os dias 16 e 22 de março, os desinfetantes tiveram alta nas vendas de 80,3% em relação à semana anterior, atrás apenas do álcool de limpeza (96,6%). No mesmo período, outros itens da cesta limpeza acompanharam a alta: água sanitária (54,4%), detergentes líquidos (52,2%), concentrados de limpeza (43,2%) e detergente em pó 40,3%.

Para atender a demanda e evitar a escassez de estoques, fabricantes e fornecedores de matérias-primas fizeram uma mobilização histórica. Muitas empresas, inclusive de outros setores, como de cosméticos e bebidas, passaram a produzir álcool em gel.

Salto nas vendas

Uma boa referência sobre o impacto da pandemia nos negócios dos players, a Girando Sol, fabricante de produtos de limpeza localizada em Arroio do Meio (RS), registrou um crescimento 60% no seu faturamento em março deste ano, em relação ao mesmo mês de 2019, especialmente nas categorias de água sanitária, desinfetante, sabão, detergente e lava-roupas em pó.

De acordo com Gilmar Borscheid, CEO da Girando Sol, os produtos da linha de desinfetantes da Girando Sol ajudam a eliminar germes e bactérias e estão disponíveis nas fragrâncias, lavanda, pinho, eucalipto, jasmim, limão e talco. “As pessoas estão cuidando mais dos ambientes em que convivem, higienizando melhor e com mais frequência espaços e superfícies. O convívio diário mais próximo exige essa manutenção. Com tudo isso, vimos que estamos adquirindo novos hábitos, os quais vieram para ficar e contribuir com o bem-estar e a saúde das pessoas”, aposta.

Desinfetantes contribuíram para o salto de 60% no faturamento da Girando Sol

Foco em desinfetantes e limpadores

A pandemia também elevou vendas de desinfetantes e limpadores da UAU Ingleza, que para uso doméstico oferece produtos à base de quaternário, de hipoclorito de sódio e de ácidos orgânicos, com eficácia contra Enterococcus hirae, Escherichia coli, Pseudomonas aeruginosa, Salmonella choleraesuis e Staphylococcus aureus.

Segundo Cristiane Araújo, gerente de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação da UAU Ingleza, os desinfetantes das marcas Batuta e Pinho Trop, que são à base de quaternários, além de sua função primária de desinfetar, contêm outros tensoativos que também funcionam como agentes de limpeza, auxiliando também a ação do ativo bactericida na eficácia contra o microrganismo. “Estes microrganismos geralmente estão envoltos em sujeiras lipídicas ou em biofilmes. O tensoativo é muito importante para romper esta barreira”.

Outro destaque da companhia é um produto à base de ácidos orgânicos: UAU Banheiro 7 EM 1,  que  traz  uma solução completa de desinfecção e limpeza de banheiros. Já o Multi Uso UAU Cloro Ativo e o UAU Limpeza Pesada Cloro Ativo são produtos clorados. “Eles são práticos, de alta eficiência desinfetante, com grande espectro bactericida e fungicida, e possuem ótima relação custo- benefício”.

Cristiane percebe que houve uma grande mudança no comportamento do consumidor e da indústria. “Estamos vivenciando qual é o real sentido de ser uma empresa de higiene e limpeza, nossa responsabilidade com a sociedade e com a coletividade, em oferecer soluções efetivas para a segurança e saúde dos nossos consumidores”, enfatiza, informando que a empresa, por exemplo, antecipou a inauguração da fábrica de cosméticos, que ocorreria no segundo semestre, para produzir exclusivamente para doação o UAU Ácool Líquido 70%. A empresa também retornou a produção do Ultra Guard DCG70, desinfetante exclusivo para uso hospitalar, que foi toda doada.

UAU Ingleza oferece ampla linha de desinfetantes e limpadores

Apesar de ser um momento de incerteza, Cristiane acredita que o setor de higiene e limpeza terá uma nova perspectiva: “A limpeza e a desinfecção são mais do que ficar limpo e perfumado. Elas protegem vidas. O mercado de saneantes terá uma nova projeção”.

Reforço na produção

A Gtex, que oferece uma linha completa de produtos para limpeza doméstica e cuidados com a roupa, com dez marcas e 220 itens, com a pandemia do Covid-19, também registrou aumento considerado na demanda de itens desinfetantes, que a levou a antecipar o lançamento do Álcool em Gel 70º.  “É uma luta constante, pois nesse momento os insumos estão cada vez mais escassos e precisamos suprir a necessidade de consumo de um item tão importante neste momento”, enfatiza José Domingues, presidente da Gtex Brasil.

A empresa também reforçou a produção dos desinfetantes Urca, Scarlim e UFE. Uma das linhas em destaque é a Urca Desinfetante com o poder Antibac, que mata até 99,9% de germes e bactérias. “Os produtos foram pensados para quem precisa de facilidade, comodidade e qualidade. Além de desinfetar, limpam e perfumam, deixando os ambientes ainda mais seguros e agradáveis em tempos de quarentena”, diz.

Urca Antibac é carro-chefe de vendas da Gtex

Domingues também cita o desinfetante Ufenol, que tem alto poder bactericida e germicida, numa formulação mais complexa e com ativos potencializados. “É indicado para os cuidados e manutenção de limpeza pesada em casa ou em estabelecimentos comerciais”.

Ativos naturais

Marcelo Ebert, CEO da YVY, destaca dois produtos que garantem  desinfecção de ambientes: o Desinfetante Natural YVY que, segundo ele, é o único com princípio ativo natural aprovado pela Anvisa, e o Lava-Louças YVY, que é tecnicamente um sabão, também produzido apenas com ingredientes naturais, muitos deles utilizados inclusive na indústria cosmética.

Marcelo Ebert, CEO da YVY

“Pesquisamos durante muitos anos ativos naturais que possuíssem capacidade bactericida, fungicida e virucida. Dentro da expertise que já havíamos desenvolvido com os terpenos, escolhemos uma mistura deles e partimos para o processo de registro. Passamos exatamente pelo mesmo processo de todos os produtos sintéticos do mercado. Nosso princípio ativo foi aprovado, assim como nosso produto Desinfetante Natural YVY. E com louvor! Ao contrário da maioria dos produtos que precisam de 10 minutos para realizarem a ação, o nosso age em até 30 segundos”, comemora Ebert.

Eibert enxerga um bom futuro para os negócios da YVY, uma vez que, com a maior necessidade de limpeza nas casas com o isolamento, aliada à falta de empregadas e diaristas, o que fez com que a tarefa de limpeza fosse democratizada. “A procura por produtos naturais mais ‘amigáveis’ para as mãos, com óleos essenciais e produtos que sejam entregues em casa foi, então, positivamente impactada”.

Desinfetante Natural YVY age em apenas 30 segundos

Para o empresário, assumir a responsabilidade pelo processo de limpeza de suas casas vai aumentar o repertório dos consumidores para julgar se os produtos são bons de fato, o que fará que os produtos de maior qualidade com ingredientes menos agressivos sejam beneficiados. Ele também defende a valorização do trabalho das empregadas e diaristas, o que inclui maior cuidado com os impactos na saúde delas provocados por produtos de limpeza agressivos. Além disso, ele prevê que o e-commerce deve ter sua participação de distribuição aumentada nessa categoria, algo que praticamente não acontecia. “Quando criamos YVY, já havíamos mapeado que o perfil de consumo moderno de produtos de home care convergiria para isso mais cedo ou mais tarde. A pandemia global acelerou e muito essa convergência”.

Do hospital para a bolsa

Especializada em importação e venda de produtos hospitalares, a Advanced Med acaba de lançar o Smart Bact To Go, em meio à pandemia, um desinfetante pocket de alta performance, desenvolvido para ser levado em qualquer lugar para aplicação em várias superfícies.

“Eu percebi que não havia nenhum produto desinfetante para uso geral que tivesse a segurança hospitalar”, conta o químico Tiago Antônio Alves, diretor proprietário da Advanced Med, que acrescenta que a formulação contém quaternários de amônio de quinta geração e que estudos de eficácia comprovaram seu nível de segurança hospitalar.

Smart Bact To Go, desinfetante pocket de segurança hospitalar

Lançamento Hospitalar

Como os produtos para uso hospitalar ganharam importância nos últimos meses, muitas empresas anteciparam lançamentos, como é o caso da Ecomaster, que lançou dois novos produtos voltados para desinfecção de superfícies e artigos hospitalares: Master Guardian e Mater Multi Job.

Novos limpadores para uso hospiralar da Ecomaster

De acordo, com Adriano Lowenstein, gerente de marketing da Ecomaster, o Master Guardian é um limpador e desinfetante hospitalar concentrado formulado à base de biguanida e quaternário de amônia de 5ª geração. “Por ser um produto 2 em 1,  economiza tempo e torna o custo final de limpeza e desinfeção mais baixo”. Já o Master Multi Job é formulado com os mesmos ingredientes, com a vantagem de ser pronto para o uso.

Fornecedores Mobilizados

Como parte das ações que a Lubrizol vem tomando na luta contra o Covid-19, como aumentar significativamente a oferta dos polímeros Carbopol®, agente espessante encontrado na maioria dos géis sanitizantes para as mãos e demais produtos de higiene e limpeza, por meio de investimentos em suas plantas e disponibilizar alternativas de produtos, a empresa reforçou a divulgação do Mykon™ Cold Wash, um aditivo de agente biocida altamente eficaz e seguro que torna possível uma ação sanitizante e desinfetante em diferentes concentrações.

Joyce Mendes, especialista técnica e de aplicações sênior da Lubrizol Life Science Home

Joyce Mendes, especialista técnica e de aplicações sênior da Lubrizol Life Science Home, explica que o Mykon™ Cold Wash é um TAED (tetraacetiletilenodiamina) granulado que produz ácido peracético através da reação com uma fonte de peróxido de hidrogênio. “O ácido peracético formado é um biocida de espectro amplo eficiente e comprovado contra bactérias, fungos, vírus, incluindo a família de vírus corona, esporos e odores”.

Tradicionalmente utilizado em detergentes lava-roupas em pó, o ingrediente, segundo a especialista, também é eficaz em outras aplicações para ação de limpeza e desinfecção, com alta eficácia de limpeza e perfil favorável de sustentabilidade e segurança comprovadas do produto. “Mykon™ Cold Wash é eficiente em altas e baixas temperaturas (inclusive abaixo de 40ºC), compatível com detergentes, não sofre impacto de sujidades orgânicas e não sensível à dureza de água”.

A especialista também destaca que se trata de um material eco-friendly, de toxicidade baixa e incluído no Safer Choice™ Program da Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA). Além disso, é seguro e recomendado para superfícies e tecidos e pode ser usado como desinfetante para frutas e legumes, sendo seguro para crianças, animais de estimação e pessoas alérgicas.

“Altamente suave e indicado para fórmulas ‘livres de alergia’ e hipoalergênicas, sem efeito irritante ou sensibilizante para a pele, remove alérgenos, como pólen, bolores e ácaros dos tecidos no processo de lavagem”, finaliza.

Espessante alternativo

Myrian Carvalho, gestora de produtos da Wana

Como alternativa ao uso de carbômeros para fabricação de higienizadores em gel, a Wana Química desenvolveu o AQUAWAN®, um agente espessante em material alcóolico, em especial álcool etílico, que proporciona excelente desempenho e benefícios, tanto na formulação como no manuseio. “Ele apresenta uma maior facilidade de manuseio por ser um material líquido, facilita também no controle do processo, pois aumenta a viscosidade de forma controlada e gradativa, além de promover no produto final um material espesso ou em forma de gel com ótimo espalhamento”, explica Myrian Carvalho, gestora de produtos.

Renata Lopes, coordenadora de marketing e comunicação da Wana

Renata Lopes, coordenadora de marketing e comunicação da Wana, avalia que, devido à pandemia, o ato de lavar as mãos com água e sabão e higienizar com álcool em gel se tornou um hábito que permanecerá vivo mesmo após o término desse período de quarentena. “As pessoas estão se tornando mais conscientes da importância da desinfecção, não só durante esta pandemia, mas principalmente porque sabemos que muitas outras doenças podem ser evitadas se adotarmos hábitos mais apropriados de higiene”.

A executiva também prevê uma queda de volume de produção do espessante AQUAWAN® no o período pós-pandemia com o restabelecimento da cadeia de suprimentos dos Carbômeros, mas acredita que este mercado se manterá ativo e importante para o faturamento da Wana.

Myriam destaca que a empresa está sempre trabalhando em desenvolvimentos de novos produtos e que detém um portfólio completo que atende os fabricantes de produtos de limpeza em aplicações como lava-louças, lava-roupas líquido e pó, desinfetantes e outros itens da cesta de limpeza. “Temos em nossa linha soluções como espessantes ADWANA®, opacificantes OPACIWAN®, dispersantes e antirredepositantes POLIWAN® e sequestrantes WANSEQ®, entre outros”.

A gestora de produtos ressalta que é importante que os fabricantes entrantes neste segmento estejam sempre atentos a qualidade de seus fornecedores. “É fundamental garantir a qualidade das matérias-primas e nós da Wana nos preocupamos muito com o controle de qualidade de nossos produtos. Somos certificados de acordo com a norma ISO 9001:2015 e possuirmos um corpo técnico que está disponível para auxiliar nossos parceiros no desenvolvimento de suas formulações”.

Soluções em corantes

Com características ideais para formulação de álcool em gel, a Sensient oferece em seu portfólio o COVACRYL SP®, um agente espessante solúvel em água à base de ácido poliacrílico.

Fernanda Soro, gerente de marketing sênior Latam da Sensient

“Superfácil de dispersar, ele forma um gel claro, bem transparente, para garantir uma característica inconsciente de limpeza para o produto final, além de não ser ‘pegajoso’ e apresentar um sensorial sequinho, de fácil absorção”, ressalta Fernanda Soro, gerente de marketing sênior Latam.

Para desinfetantes, limpadores de superfícies duras e detergentes, a gerente destaca os corantes com certificação FD&C e D&C, corantes ácidos e outros compatíveis com EPA para atender a todas as aplicações. São soluções que não mancham a pele e a superfície, como a linha SensiForce, de corantes líquidos de alta resistência e ultra concentrados. “Apresentam uma excelente relação custo-benefício por conter uma concentração superior ao tradicionalmente praticado pelo mercado, possibilitando mais espaço na formulação para ingredientes ativos adicionais, além de menos espaço com armazenamento e transporte”.

A empresa também oferece a linha SensiRinse Plus de corantes completamente solúveis e enxaguáveis que restringem manchas na pele, superfícies e tecidos. “Temos também a linha  SensiSpeckes, utilizados para criar aqueles pontinhos coloridos que vemos nos detergentes em pó, lembrando que  o uso de detergente em pó diluído em água para limpeza da casa é um hábito antigo, principalmente no Nordeste, onde a renda mais baixa às vezes restringe a compra de outros produtos”.

Fernanda destaca ainda que os óleos essenciais, como bergamota, cravo, tomilho, eucalipto, cedro, entre outros, também podem ser usados na limpeza doméstica, sobretudo para produtos com claim natural. “Nossos óleos essenciais e orgânicos com rastreabilidade completa aumentam o poder de limpeza, graças às suas propriedades antissépticas e antifúngicas, e ainda deixam a casa com um perfume agradável de natureza”.

Para itens em barra, a sugestão da executiva são as dispersões que oferecem mais facilidade de incorporação às bases do sabonete, além de pigmentos estáveis para suportar pH alcalino, como COVARINE ®, pigmentos dispersos em glicerina; COVASOP®,  pigmentos dispersos em monopropileno glicol, e NATPURE FEEL M ECO®, ingrediente natural multifuncional, silicone like, que promove emoliência.

Fragrâncias customizadas é outra especialidade da Sensient para todas as soluções. “Em todos os nossos centros criativos (Brasil, México, Dubai, França e Espanha), a tecnologia é parte integrante da nossa criação de perfumaria. Nós nos esforçamos continuamente para encontrar o melhor equilíbrio entre criatividade e necessidades funcionais para desenvolver fragrâncias com a mais alta aceitação e o melhor desempenho de lançamento no produto final”, garante.

Mercado prioritário

O Grupo Solvay, que no Brasil também atua com a marca Rhodia, possui um amplo portfólio de produtos de especialidades químicas para atender as diversas aplicações dentro do segmento de produtos de limpeza e desinfecção. “Trata-se de um segmento de mercado prioritário da empresa em nível global. No atual contexto de pandemia da Covid-19 os produtos de desinfecção tomaram um papel de protagonistas e a Solvay está preparada para atender as demandas neste cenário crítico de saúde pública”, afirma Georgios Theodoropoulos, gerente de Desenvolvimento de Negócios de Home e Personal Care do Grupo Solvay na América Latina.

Georgios Theodoropoulos, gerente de Desenvolvimento de Negócios de Home e Personal Care do Grupo Solvay na América Latina.

Entre as soluções para o segmento de higiene e limpeza oferecidas pela empresa, Theodoropoulos destaca a linha Ercabac de derivados de quaternário de amônio, que conta com produtos de amplo espectro de ação – desde a primeira até a quinta geração, oferecendo um leque de aplicações para os formuladores desse tipo de produto. Além disso, o portfólio da Solvay contempla os polímeros da linha Mirapol® para modificação de superfícies e também a linha Ercamine, destinadas às formulações de produtos à base de hipoclorito de sódio.

“No que tange a mudança de hábitos, é nítido o aumento expressivo na frequência de higienização das mãos, como uma das recomendações principais de saúde pública para prevenir o contágio por coronavírus”, diz Theodoropoulos. Para atender essa necessidade, o executivo informa que a Solvay oferece o Jaguar® HP 120 COS e também o Rheomer® 33T, ambos modificadores reológicos para formulação de álcool em gel.

No cenário pós Covid-19, o gerente acredita que a população em geral incorpore novos hábitos de higiene pessoal, limpeza da casa e ambientes institucionais. “Certamente, esse segmento de produtos continuará em crescimento. E a Solvay terá sempre soluções inovadoras para atender as necessidades dos seus clientes, tendo em vista as novas tendências de consumo”. Com o objetivo de levar informações sobre como manter ambientes limpos e seguros em um cenário de pandemia, especialistas da Solvay realizaram no início do mês o webinar “O Papel Fundamental dos Saneantes em Tempo de Pandemia”, que pode ser acessado aqui.

Portfólio de tensoativos

Cristiane Canto, Head Global para os Negócios de Home & Personal Care da Oxiteno, lembra que a Organização Mundial de Saúde alertou sobre o comportamento da família dos coronavírus, que podem persistir nas superfícies por algumas horas ou até dias, de acordo com o tipo de material, temperatura e umidade do ambiente. O uso de limpadores de superfície é, portanto, também uma medida de prevenção da contaminação.

Cristiane Canto, Head Global para os Negócios de Home & Personal Care da Oxiteno

“Assim como nos sabonetes, os tensoativos presentes na fórmula dos detergentes e desinfetantes interagem com a membrana lipídica do vírus, quebrando-a e inativando o microrganismo”.

A Oxiteno, líder na produção de tensoativos na América Latina, enxerga esse potencial e reforça a necessidade de garantir o abastecimento da matéria-prima para a indústria nesse momento de crise global. “Entendemos a importância de assegurar a continuidade das nossas operações industriais, uma vez que nossos produtos são essenciais para ajudar no combate à Covid-19. O ininterrupto abastecimento dos nossos clientes garante a limpeza das pessoas, casas, hospitais e de todos os ambientes em geral”, afirma Cristiane.

Segundo a especialista, a companhia tem um amplo portfólio de tensoativos – tanto aniônicos como não-iônicos e anfotéricos -, organizado de acordo com o benefício das soluções, que possuem aplicações diversas. Um exemplo é a linha ALKOPON®, que compreende tensoativos como o lauril éter sulfato de sódio (LESS). “Em função de sua excelente capacidade de geração de espuma, bom poder detergente, o que se traduz na eficácia em romper o envelope lipídico do vírus, e custo-benefício adequado, é o tensoativo aniônico mais largamente utilizado em sabonetes líquidos, limpadores de superfícies e detergentes lava-roupas”, afirma, explicando que o tensoativo ideal para a formulação desses produtos deve levar em conta a alta capacidade de redução da tensão superficial, com o HLB adequado para a aplicação, com baixa irritabilidade ocular/cutânea, baixa ecotoxicidade e biodegradável.

Como tendência para o setor, a especialista destaca que a Oxiteno vem apostando cada vez mais em matérias-primas de origem natural, com menor impacto ambiental e com bons perfis de biodegradabilidade, citando como exemplos as linhas ALKEST® e ALKONAT®, indicadas para formulações de limpadores de superfície. “Mas não basta ser sustentável. O consumidor quer, ainda, tecnologia e inovação agregadas aos produtos. A lavagem mais frequente de roupas, aumento do uso de álcool em gel e sabonete na pele levam o consumidor a buscar produtos com maior suavidade, para evitar a sensação de ressecamento nas mãos e o desgaste das roupas”.

Para a limpeza das mãos, Cristiane aponta que o ideal é combinar tensoativos suaves (como os da linha GLUCOSURF®) com agentes condicionantes e emolientes, como a linha OXISMOOTH® que se destaca por ser 100% de fonte renovável.

“Outro ponto é que durante e após a pandemia do novo coronavírus, acreditamos que tende a crescer a busca por formulações que façam mais por menos, a exemplo dos lava-roupas concentrados. Isso porque a renda média das famílias tende a cair. Os atuais players da indústria e os que virão precisam se preparar para fornecer às prateleiras soluções mais eficientes e multiuso”, completa.

Sensação de limpeza

Mas, afinal, quais são as fragrâncias que transmitem a sensação de limpeza e desinfecção? Sanda Heilborn, gerente de marketing, explica que o perfumista compõe a fragrância de forma a cumprir com a expectativa do briefing. Para um produto desinfetante, considera tecnicamente a base da formulação, além do conceito, o benefício e o apelo produto final.

Sanda Heilborn, gerente de marketing da Dierberger Fragrâncias

“Mais do que tudo, uma boa fragrância deve contar uma história, mesmo que seja de limpeza”, diz, lembrando que, no caso do Brasil, o pinho marcou seu lugar de destaque como referência de produto desinfetante, logo seguido pelo limão e notas cítricas, que hoje, quando bem trabalhadas, estão ganhando lugar de prestígio. “Quando sentimos o cheiro fresco, temos a sensação de que tudo está limpo”.

A executiva ressalta que muitas tecnologias estão à disposição para agregar valor aos produtos, como as microcápsulas para prolongar o cheiro de limpeza, a “ciência das fragrâncias”, pela qual o perfumista constrói tecnicamente uma fragrância que terá um poder de duração comprovadamente maior em determinadas superfícies. “Temos muitos estudos científicos também que comprovam que a ação dos componentes das fragrâncias eliminam odores e microrganismos nocivos. Essas fragrâncias bioeficazes, em conjunto com componentes da formulação, podem ajudar imensamente na desinfecção, além de todas as sensações hedônicas que elas transmitem”, garante.

A sensação de limpeza e de eliminação de vírus e bactérias, segundo Sandra, geralmente é obtida com notas aromáticas, frescas, como plantas mediterrâneas, eucalipto, lavanda e cítricos, pois remetem a sensação de natureza e está na história dos brasileiros. “Quando falamos em fragrâncias, o céu é o limite, já que podemos trabalhar com sensações de conforto, bem-estar e até hidratação”.

Na avaliação de Sandra, as fragrâncias no mercado de desinfetantes estão se tornando mais elaboradas, de notas muito simples e diretas, para notas mais modernas e complexas, como a composição de dois apelos ou um apelo e uma sensação. “A fragrância de lavanda, por exemplo, representa um apelo bem conhecido, mas pode ser trabalhada utilizando-se nuances mais almiscaradas, trazendo sensação de conforto. Da mesma forma, os tão conhecidos desinfetantes de eucalipto vêm apresentando em sua composição de fragrância o Eucapiltos Globulos, uma espécie mais nobre, que proporciona uma criação mais aberta e facetada, muito utilizada em aromaterapia e em cosméticos”.

Sandra reforça que o brasileiro adora um bom perfume e os fabricantes têm que responder com produtos mais perfumados e com melhor desempenho de perfumação. “Nós da Dierberger temos um know how de anos no mercado de desinfetantes, na criação de fragrâncias eficientes, de performance e com custo competitivo, porque também produzimos muitos dos óleos naturais presentes nessas fragrâncias”.

E depois da Covid?

Na análise da Nielsen, categorias que enfrentaram uma grande demanda durante a crise do Covid-19, como é o caso de desinfetantes, limpadores multiuso, antissépticos e sabonetes para as mãos, provavelmente elevarão sua base em relação aos níveis pré-crise. Isso exige que os fabricantes procurem vantagens competitivas, como expandir o alcance de seus produtos e categorias para capturar o aumento da demanda, por meio da implantação de força de vendas dedicada ou de um forte distribuidor local.

“Tanto os fabricantes quanto os varejistas procurarão aumentar o espaço geral dessas categorias, o que exigirá recomendações claras sobre o número certo de SKUs que devem ser transportados para caber nesse espaço, além de personalizar a variedade por tipo de loja e geografia”, apontou a Nielsen, que também recomenda programas de incentivo para os varejistas e vincular a remuneração da equipe de vendas ao desempenho.

Comments are closed.

Parceiros