Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Household InnovationDestaques Matérias EspeciaisVendas de wipes de limpeza crescem 11% em 2020
Banner_linkedin

Vendas de wipes de limpeza crescem 11% em 2020

  • Written by:

Várias marcas entraram na categoria apostando no aumento da demanda

Por Estela Mendonça

Na definição da Euromonitor, os wipes são lenços umedecidos descartáveis ​​de uso único, impregnados com produtos químicos e destinados a diferentes tarefas e superfícies. Em tempos de pandemia, eles caíram no gosto dos brasileiros para desinfetar e higienizar superfícies de alto toque, como maçanetas, botões de elevadores, corrimãos e outros.

O resultado desse interesse, segundo a Euromonitor, é o crescimento de 11% nas vendas no Brasil em 2020, em relação ao ano anterior, passando de R$ 29,4 milhões para R$ 32,9 milhões.  Na previsão da Euromonitor, a categoria deverá crescer nada menos que 42,2% até 2025, atingindo R$ 46,7 milhões. Com mais da metade da participação de mercado, a Coperalcool lidera o mercado brasileiro de wipes, seguida da Bettanin e Indústria Anhembi.

Mercado global

Embora o crescimento da categoria seja animador, ela está muito longe de ter alguma projeção no mercado global, que fechou 2020 com US$ 2,269 bilhões, com alta de 58,4% em relação a 2015. Para os cinco próximos anos, a previsão da Euromonitor é de estabilidade, com 4,1% de aumento nas vendas, atingindo US$ 2,361 bilhões. O destaque no ranking global é desempenho dos Estados Unidos, onde o faturamento da categoria cresceu 77% entre 2015 e 2020.

Ampliação da linha

A Coperalcool, que lidera o mercado brasileiro e que já disponibilizava os panos umedecidos com álcool 70°, com ação prolongada de até 6 horas de duração em potes ou em embalagens econômicas, ampliou a linha com os lenços antissépticos, que possuem ação prolongada e matam até 99,9% das bactérias e também o coronavírus. Os produtos, que são dermatologicamente testados, estão disponíveis sem perfume ou nas fragrâncias Lavanda Oriental, Mimo e Eucalipto.

Opções para cada ambiente

No ano passado, a Bettanin ampliou o portfólio com EsfreBom Wipe Desinfetante, que permite a higienização completa em diferentes tipos de superfícies. Com fórmula antibacteriana, que elimina 99,9% das bactérias, o produto possui dois tipos de embalagens, tubo e flow pack. A empresa também comercializa uma linha completa com opções para diferentes cômodos, superfícies e funções, como cozinha, multissuperfícies, banheiro, vidros e inox.

Duas marcas

Disputando o mercado com duas marcas, Qboa e Super Candida, as Indústrias Anhembi oferecem wipes nas duas marcas em duas versões: desengordurante, ideal para cozinha, com fragrância cítrica, e multissuperfície, com aroma de lavanda.

Tecido 100% biodegradável

Lysol®, marca da Reckitt e líder de mercado nos Estados Unidos no formato aerossol, onde existe há mais de 100 anos, chegou ao Brasil em maio do ano passado. Os lenços umedecidos vieram logo depois. De acordo com a empresa, eles possuem uma fórmula capaz de eliminar 99,9% dos vírus e bactérias, incluindo o vírus da Covid-19. Eles podem ser usados para limpar, desinfetar e remover gordura de diversos tipos de superfícies, como bancadas, pias, mesas, maçanetas e até mesmo telas de celular. Eles são feitos de tecido 100% biodegradável, derivados de planta, e oferecidos nas fragrâncias Frescor Marinho, Brisa da Manhã e Poder Cítrico.

Estreia na categoria 

A Bombril também resolveu apostar na categoria com o lançamento do Pano Umedecido Limpol com álcool a 70%. Segundo a fabricante, o produto possui tempo de ação de 8 horas. A embalagem flexível possui tampa flip top, que oferece boa vedação, segurança no manuseio e impede que evapore com facilidade.

Primeiro aprovado

Juntamente com a ampliação da linha Cif, realizada no primeiro semestre do ano passado, a Unilever lançou Cif Limpadores Lenços Umedecidos, que podem ser utilizados na cozinha, nas mesas, bancadas, pias, móveis e azulejos. A versão Sensitive é dermatologicamente testada e possui fragrância suave. Já o Higienizador + Álcool, tem agentes de limpeza que juntamente com o álcool promovem a higienização das superfícies.

Outra marca da Unilever, a OMO também lançou lenços umedecidos em junho do ano passado. Ele foi o primeiro produto do mercado brasileiro a conseguir aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) como insumo de limpeza eficaz contra o vírus da COVID-19.

Multiuso e limpa vidros

A Gtex Brasil comercializa duas versões de lenços umedecidos da marca Hiperclean: Multiuso 3 em 1, indicado para limpeza de superfícies, principalmente com gordura, e Limpa Vidros, especialmente para limpeza de vidros e espelhos. Eles são comercializados em pacotes com 20 unidades e potes com 75.

Ação hidratante

Conhecida pelos bloqueadores de odores sanitários, a FreeCô lançou os FreeWipes, marcando sua estreia no segmento de lenços antissépticos. O produto contém fragrância de aloe vera e sua formulação conta com hidratante para não ressecar as mãos.

Eficiência com suavidade

Daniel Coelho, coordenador de marketing da área Care Solutions para a América Central e do Sul da Evonik, ressalta que, de acordo com as diretrizes publicadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), no contexto da COVID-19, a limpeza ajuda a remover patógenos ou reduzir significativamente sua carga em superfícies contaminadas e é o primeiro passo essencial em qualquer processo de desinfecção. “Isso porque os materiais inorgânicos e orgânicos que permanecem nas superfícies podem interferir na eficácia dos processos de desinfecção e esterilização, diminuindo ou anulando sua eficácia”, alerta.

Daniel Coelho, Coordenador de Marketing da área Care Solutions para a América Central e do Sul da Evonik

O aumento na frequência de limpeza cria oportunidades para soluções práticas e, para o executivo, os lenços umedecidos ou wipes são um bom exemplo, já que a categoria vinha ganhando espaço nas prateleiras em diversas aplicações nos últimos anos. “Após o início da pandemia, acompanhamos pela Mintel um significativo aumento no número de lançamentos de wipes nas principais marcas da categoria de limpeza da casa. Vale destacar que as características mais requisitadas para esse tipo de produto são eficiência na limpeza, segurança e suavidade para superfícies e pele, pois os wipes geralmente também entram em contato com as mãos”.

Para que os formuladores consigam entregar tecnologia e praticidade a essa categoria de produtos, a Evonik destaca soluções de seu portfólio, como o REWOPOL® SB CS 50, surfactante aniônico para limpeza de superfícies, alternativo aos sistemas tradicionais como SLES. “Extremamente suave para a pele, deixa uma agradável sensação nas mãos, além de excelentes propriedades de emulsificação, podendo ser utilizado na formulação de limpadores multipropósito com pH neutro, por exemplo”, destaca.

Coelho também indica o TEGOPREN® 5840, aditivo superespalhante que contribui para a eficiência dos produtos voltados à limpeza de superfícies. Trata-se de um superumectante não iônico com alta capacidade de espalhamento e que fornece um acabamento uniforme, não deixa manchas e previne o embaçamento, sendo uma excelente opção para diferenciação na limpeza de superfícies, especialmente as de vidro.

Outra sugestão da Evonik é o TEGO® Polish Additiv WE 50, uma emulsão multifuncional de limpeza e cuidados fácil de processar e indicado para revitalização e proteção de superfícies. “Com óleo de abacate em sua formulação, oferece propriedades de limpeza rápida, sem riscos e sem aspecto gorduroso, com toque agradável e antiescorregadio. É ideal para superfícies porosas que requerem hidratação, como couro, madeira e utensílios plásticos, que ressecam com a exposição ao tempo” explica Coelho.

Apelo bactericida

A L’essence, uma das maiores casas de fragrâncias do país, tem constatado que muitos de seus clientes estão percebendo a necessidade de atender à crescente demanda por lenços de limpeza de superfície, registrando um aumento significativo nas solicitações por fragrâncias para esses produtos.

Ingrid Garriga, Analista de Marketing da L’essence

“Com uma preocupação maior da higiene, existe um movimento no qual as pessoas estão utilizando mais produtos com bactericidas e os lenços de limpeza de superfície trouxeram praticidade para o dia a dia, pois eles, muitas vezes, substituem a limpeza pesada com água, o que também evita o desperdício”, avalia Ingrid Garriga, analista de marketing da L’essence.

Ingrid prevê que essa procura aumentará ainda mais nos próximos anos, já que os hábitos de limpeza dos brasileiros estão mudando nesses novos tempos. “Nossos clientes pedem por fragrâncias que combinam com o apelo bactericida”, afirma.

Segundo a analista, algumas fragrâncias transmitem uma sensação de frescor, delicadeza e limpeza. É o caso das cítricas, como a bergamota, limão siciliano e o pomelo. “As florais, como flores do cerrado, folhas dos pantanais e a lavanda francesa e búlgara, também são muito utilizadas. As notas marítimas dos corais garantem o frescor por mais tempo”, explica.

Alto desempenho

Barbara Nogales, analista de desenvolvimento de produtos da Unidade de Negócios Home Care do Grupo MCassab, lembra que, durante a pandemia, a limpeza de objetos e superfícies se tornou imprescindível para evitar contaminações. “Afinal, o vírus pode sobreviver em superfícies inanimadas por até 24 horas. Para limpeza rápida e eficaz, o uso dos famosos wipes vem crescendo cada vez mais. Rápidos, práticos e higiênicos, eles são uma escolha certa para a higienização correta dessas superfícies, pois dependendo do componente adicionado eles podem agir como bactericida, desinfetando as superfícies e objetos que estejam contaminados”.

Barbara Nogales, Analista de Desenvolvimento de Produtos da Unidade de Negócios Home Care do Grupo MCassab

Para formulações eficientes de wipes, Barbara indica alguns ingredientes do portfólio da MCassab,  que poderão proporcionar produtos acabados com alto desempenho e melhor performance, como o Augeo® Clean Booster, da Rhodia Solvay Group, por exemplo, uma síntese inovadora que dispensa a necessidade de aplicação de surfactante na formulação de limpadores, auxiliando no desenvolvimento e no processo de fabricação. Composto por ingredientes certificados de origem natural, sustentáveis e biodegradáveis, o Augeo® Clean Booster pode ser aplicado em diversas superfícies com baixas concentrações, como multiusos, desengordurante, limpa-cozinha, limpa-vidros, entre outras aplicações de wipes.

Já o Augeo® Clean Multi, também da Rhodia Solvay, é um solvente sustentável e de alta performance. “Uma de suas principais aplicações é para a diluição de fragrâncias, como em limpadores perfumados em versão de wipes, resultando em uma maior durabilidade da fragrância no ambiente aplicado”.

O Grupo MCassab também disponibiliza o IPA (álcool isopropílico, isopropanol), componente essencial com uma rápida evaporação, indicado como um limpador eficiente para equipamentos eletrônicos, como placas lógicas, celulares, computadores, eletrodomésticos, além de equipamentos de utilizados no home office. “Wipes formulados com ingredientes de alta qualidade garantem uma limpeza eficaz, tornando as superfícies seguras e diminuindo a possibilidade de contagio”, completa Barbara.

Cheiros de limpeza

Ao mesmo tempo em que a Crecência enxerga uma grande oportunidade de crescimento para o mercado brasileiro de lenços desinfetantes, um dos principais destaques no mercado de limpeza durante a pandemia, por conta da facilidade de uso, a casa de fragrâncias também identificou, por meio de pesquisas mercadológicas, que os consumidores possuem preferências diferenciadas de fragrâncias para cada ambiente da casa.

Helena Klein, Analista de Marketing da Crecência

“Com base nessas oportunidades e estudos olfativos, desenvolvemos a linha de fragrâncias Cheirinho de limpeza, especifica para lenços umedecidos desinfetantes voltados para limpeza de superfícies de diferentes ambientes da casa, que proporcionam bem-estar e perfumes que combinam com cada cômodo”, conta Helena Klein, analista de marketing da Crecência.

Para a cozinha, a empresa buscou por fragrâncias que permitam suavizar odores desagradáveis e transmitir a sensação de limpeza ao ambiente. A fragrância Lascas de Madeira possui um perfume amadeirado intenso com notas de lascas de madeira, bergamota e musk, perfeita para ocultar odores mais fortes. Já a Maçã Verde é uma fragrância floral frutada mais suave, com notas de gerânio, lascas de maçã verde e acorde muguet, que transmite a sensação de limpeza e propaga um perfume agradável no ambiente.

Fragrâncias florais e cítricas, que deixam uma sensação agradável de limpeza e frescor ao ambiente nortearam o desenvolvimento das criações para o banheiro, como a fragrância Frescor do Campo, que possui um perfume cítrico verde com notas de flor de frésia, casca de laranja e musk, e a Flor de Cerejeira, uma fragrância floral doce intensa, que possui o toque delicado da flor gerânio acompanhado de sândalo e patchouli, que mantém um perfume delicado no ambiente.

“Para os demais ambientes da casa, buscamos por fragrâncias agradáveis e que se adaptam a diferentes superfícies, transmitindo a sensação de bem- estar”, informa Helena, descrevendo a fragrância Toque de Seda, que possui um perfume suave frutado musk com notas de funcho, laranja e âmbar, para transmitir sensação de abraço e aconchego. “Complementando a linha Cheiro de limpeza, Flores Orientais é uma fragrância encorpada e seu perfume é floral especiado, com notas de cravo, laranja e sândalo, que proporcionam a sensação de bem-estar e acolhimento”.

Resistência à contaminação

Para Natany Fernandes, gerente técnica da Thor, os lenços umedecidos representam um grande desafio no que se refere à sua preservação para evitar contaminação microbiológica. Segundo ela, além de uma boa formulação do líquido impregnante (liquor), é necessário estudar o non-woven (não-tecido) empregado. “Sabe-se que a susceptibilidade à contaminação varia bastante dependendo das fibras empregadas no non-woven, que podem ser sintéticas, naturais ou mistas”.

Natany Fernandes, Gerente Técnica da Thor

Outros fatores cruciais para a preservação, de acordo com Natany, são a taxa de impregnação do liquor no non-woven e a interação dos diferentes agentes presentes no liquor com as fibras. “Tal interação rege a distribuição dos ingredientes, entre eles, os conservantes, na pilha de lenços dentro da embalagem”.

A Thor, especialista global em preservação e desinfecção, a partir desses desafios, desenvolveu métodos de laboratório específicos para a avaliação de vários aspectos em lenços umedecidos, como os challenge tests, que avaliam a resistência à contaminação microbiológica em longo prazo, e testes para lenços desinfetantes, seguindo as normas europeias para produtos com esse fim.

A empresa também realiza testes analíticos, quantificando o teor dos ativos conservantes em lenços, por meio dos quais é possível analisar a aderência dos ativos ao non-woven e a distribuição do liquor pelas camadas empilhadas de lenços.

Além de uma linha completa de conservantes para lenços umedecidos de diversas aplicações, Natany conta que, nos últimos anos, a THOR desenvolveu formulações já completamente testadas em sua eficácia desinfetante. “Com o uso de produtos como o ACTICIDE® DDQ 50, a formulação de líquido impregnante garante resultados comprovados contra vírus, bactérias, leveduras e bolores, atendendo aos requisitos de tempo de contato determinados pelas normas”, afirma.

Natany acrescenta que os lenços também devem apresentar outras características, como suavidade e facilidade em se soltar do pacote (efeito pop-up). Conhecendo essas necessidades, a THOR desenvolveu o quaternário de amônio Microcare® Quat EQG, que confere um toque sedoso durante o uso, e o silicone Microcare® Silicone Q17PGM, que facilita a retirada dos lenços, folha a folha de dentro da embalagem. “Esse mesmo ingrediente também reduz a formação de espuma durante o processo de fabricação de lenços umedecidos”, garante.

Inovação acelerada

Na opinião de Davi Pugliese, gerente de desenvolvimento de negócios para Home Care na Croda, se antes do surgimento da Covid-19 o mercado de limpeza doméstica já era impulsionado por um constante investimento em inovação, a pandemia só fez por acelerar este crescimento e os investimentos em novos produtos que ofereçam simultaneamente alta performance, praticidade e ação bactericida.

Davi Pugliese, Gerente de Desenvolvimento de Negócios para Home Care na Croda

Um formato de produto que vem ganhando cada vez mais espaço por sua praticidade e rapidez de resultados são os panos e lenços umedecidos. “Inicialmente, vistos como um grande aliado na higiene de bebês e crianças, os lenços umedecidos vêm se mostrando um coringa para várias outras aplicações. Já estão disponíveis nas gondolas produtos que abrangem desde limpeza mais pesada de superfícies e ambientes, lenços (wipes) em embalagens individualizadas para higienização de mãos, até opções de limpeza para patas e higiene dos pets”, comenta Pugliese.

Com foco na expansão e evolução dos wipes, a Croda possui em seu portfólio, produtos que oferecem não apenas alta performance,  mas também que sejam cada vez mais sustentáveis e que reduzam o impacto ao meio ambiente. “Seu mais recente lançamento é a linha de probióticos EvogenTM  , que oferece uma limpeza que vai além do que estamos vendo e do que foi removido por surfactantes. Isto porque são microorganismos que irão degradar as sujidades que são responsáveis por criações de futuras contaminações ou até mesmo a formação de maus odores”.

Segundo o executivo, à linha Evogen pode ser adicionado o ativo neutralizador de odores ZinadorTM 35L. “Esta combinação é indicada tanto para limpeza doméstica, como para superfícies em ambientes hospitalares ou limpezas industriais e institucionais”. Já para wipes nas versões para higienização e contato direto com a pele, a recomendação de Pugliese é o NatraSenseTM AG-810, um tensoativo suave que também não deixa resíduo na superfície, evitando manchas e embaçamentos, além de ser compatível com ativos bactericidas e de origem 100% vegetal.

“Outro ponto que não podemos deixar de destacar é que já existem também opções de wipes para limpeza de carros e outras superfícies como plásticos, por exemplo, que possuem um alto poder estático”, afirma Pugliese, que sugere para formuladores nestes casos a inclusão do CrodastatTM 400, ingrediente desenvolvido para conferir performance antiestética, que evita o acúmulo de poeira no local da aplicação.

Agente molhante

Um aspecto levantado por Vanessa Arruda, gerente técnica de personal care, home care e I&I da IMCD, é a segurança das pessoas diretamente envolvidas na limpeza e dos demais moradores, especialmente lares com bebês e idosos, indicando o Easy-Wet™ 20, agente molhante patenteado à base de N-Octil-2- Pirrolidona em conveniente forma líquida, fabricado pela Ashland, que no Brasil é distribuída pela IMCD.

Vanessa Arruda, Gerente técnica da IMCD

Além de ser um poderoso molhante em baixíssima concentração na formulação, entre as vantagens do uso do Easy-Wet™ 20, Vanessa destaca que o produto pode ser usado em substratos de baixa ou alta energia e de poliolefinas. “Ele também promove redução da tensão superficial dinâmica e de equilíbrio espumante e garante melhor espalhamento e performance da limpeza”.

Segundo Vanessa, o produto penetra na superfície, dispersa o sabão efetivamente e é biodegradável. Todos os benefícios do Easy-Wet™ 20 foram comprovados por testes de eficácia. Além da aplicação em wipes, a gerente também indica seu uso em formulações de lava-louças, cuidados com os tecidos, limpeza doméstica e limpeza industrial e institucional.

Teste demonstrou espalhabilidade do Easy-Wet™ 20

Desinfecção comprovada

“O cenário criado pela pandemia trouxe vários desafios para a indústria de higiene e limpeza. Tivemos que nos reinventar, rever conceitos, quebrar barreiras e nos desafiar constantemente para criar novas formas de atender o mercado”, reconhece Rosana Rodrigues, gerente de vendas e marketing da Lonza, empresa de renome global em controle microbiológico.

Rosana Rodrigues, Gerente de Vendas e Marketing da Lonza

Rosana destaca que a empresa abraçou o grande desafio de oferecer aos clientes condições para que eles pudessem se diferenciar com produtos inovadores que atendessem a um “novo normal”, no qual os consumidores buscavam produtos que, além da limpeza, também garantissem proteção para suas famílias.

“Nosso desafio não se resumia somente na entrega de um produto, ia além. Precisávamos oferecer ao nosso cliente soluções que pudessem ser apresentadas ao mercado rapidamente”, afirma Rosana, relatando um dos projetos desenvolvidos logo no início do surgimento do vírus no país, finalizado com a concretização dos resultados: “Não só conseguimos atingir nossa meta, como fomos um dos pioneiros na comprovação de eficácia de um lenço desinfetante contra o vírus causador da Covid-19 SARS-CoV-2 perante a ANVISA”, comemora.

A executiva explica que o caráter emergencial da demanda exigiu um trabalho muito intenso de um time multidisciplinar (P&D, Regulatório, Marketing, Manufatura e Vendas), no qual cada profissional contribuiu com sua expertise para garantir o sucesso do projeto.

Segundo Rosana, enquanto a equipe de Pesquisa e Desenvolvimento analisava diferentes tecnologias, suas sinergias e interações com as mais diversas formulações, o Departamento Regulatório guiava todo o processo para que as exigências regulatórias fossem cumpridas. Simultaneamente, o time de marketing pesquisava tendências e claims relevantes para o mercado naquele momento. “O mais importante, entretanto, é a parceria com nossos clientes para concretização de nossos objetivos de aplicar a ciência e a tecnologia para criar produtos que suportem uma vida mais segura e saudável”.

Disclaimer: Use biocidas com segurança. Sempre leia o rótulo e as informações do produto antes de usar. Todas as informações do produto correspondem ao conhecimento da Lonza sobre o assunto na data da publicação, mas a Lonza não oferece nenhuma garantia quanto à sua precisão ou integridade e a Lonza não assume nenhuma obrigação de atualizá-lo. © 2021 Lonza.

Desafios para a categoria

No relatório Wipes no Brasil, a Euromonitor avalia que, embora as preocupações com a saúde e higiene, tenham impulsionado a demanda, a principal barreira para maior penetração e uso de lenços umedecidos, independentemente do tipo, são seus preços altos. “Apesar de a categoria se beneficiar em geral de saúde preventiva e melhores padrões de higiene em 2020, se o desemprego no Brasil continuar alto e a economia não se recuperar, a categoria pode ter um impacto negativo”, diz o relatório.

Já a Factor-Kline também vê o preço relativamente alto, se comparado com produtos de limpeza tradicionais, um obstáculo para o aumento de vendas, mas também atenta para os obstáculos na cadeia de abastecimento e as preocupações com a sustentabilidade,  em torno do descarte e da degradação dos de lenços umedecidos.

Comments are closed.

Parceiros