Visit Us On TwitterVisit Us On FacebookVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram
Household InnovationDestaques Empresas & NegóciosFlora lança e-commerce e se aproxima do consumidor final
Banner_linkedin

Flora lança e-commerce e se aproxima do consumidor final

  • Written by:

Portal CompraFlora consagra plataforma de e-commerce pela qual o consumidor final pode comprar os produtos diretamente da indústria

Um dos movimentos que tem crescido no mercado é o da indústria em busca de se aproximar do consumidor final, seja pelo lançamento de produtos ou pela implementação do D2C (Direct to Costumer – Direto para o consumidor). Esse último é o caso da Flora, indústria nacional de bens de consumo, detentora das marcas Minuano, Francis e Neutrox, que acaba de lançar a sua própria plataforma de e-commerce.

Agora, a companhia poderá fazer a venda de forma direta para o consumidor final, sem que haja intermédio de varejistas. Implementar o contato direto entre a indústria e o consumidor final era um desafio por causa das lojas físicas, mas no e-commerce, isso muda de figura.

O D2C na prática

Se antes os produtos eram vendidos por meio de intermediários, agora é possível comprar diretamente de um portal online da Flora — O CompraFlora. E o nascimento desse portal, explica Thiago Cardoso, Diretor de Negócios responsável pelo CompraFlora, foi bastante agilizado por causa do crescimento do e-commerce na pandemia. “Os brasileiros já tinham o hábito de comprar eletrônicos e até roupas pela internet, mas o delivery de alimentos frescos e produtos de limpeza ainda não era a primeira opção de boa parte dos clientes. Com as medidas de isolamento social, essa barreira se quebrou, evoluímos 5 anos em apenas alguns meses.”

Além de aproximar o consumidor final, essa prática também permite que os clientes tenham acesso a produtos que não são tão comuns nas prateleiras dos mercados. “O ambiente digital nos permite apresentar todo o nosso portfólio em um único ambiente, o que não é viável em lojas físicas, que têm limitação de espaço”, explica Cardoso.

A prática do D2C, explica Cardoso, também traz uma coisa valiosa à indústria: o acesso aos dados dos consumidores finais, que normalmente ficam nas mãos dos varejistas. “Esse canal direto com os nossos consumidores também nos permitirá entender melhor seus hábitos de consumo, frequência, entre outros dados importantíssimos para oferecermos produtos cada vez mais alinhados às suas necessidades.”

Outro destaque da plataforma é a personalização da entrega: a Flora fechou parcerias com transportadoras e startups, mas quem decide quem fará a entrega dos produtos é o consumidor final. Além disso, a empresa também tem feito um trabalho de marketing por influência. “As embaixadoras das nossas marcas e os influenciadores digitais já são partes fundamentais das estratégias de divulgação dos produtos. Agora, eles poderão incentivar a compra segura por meio de ações com códigos de desconto”, salienta Cardoso.

Compra de produtos de limpeza durante a pandemia

Com a pandemia, a compra de produtos de higiene passo a trabalhar com um aumento de vendas bastante expressivo. E isso tem relação não apenas com o vírus em si, mas também pela maior permanência das pessoas dentro de casa.

A forma de comprar esses itens, segundo dados da Flora, transportou-se para o comércio eletrônico, visto que 38% dos brasileiros compraram produtos de limpeza pela internet pela primeira vez durante a pandemia. “A taxa dos que aderiram é alta, principalmente entre os consumidores com 50 anos ou mais. Com o comércio eletrônico mais maduro, tornou-se prioridade atender os consumidores em mais esse canal”, afirma Cardoso.

 

 

 

 

Fonte: Consumidor Moderno 08.04.2021

Comments are closed.

Parceiros